#Praticagem | Dicas: Enxoval e Documentação

A primeira coisa é saber para qual empresa você vai. Isso vai influenciar na escala de embarque, na rota do navio e nos lugares onde você vai operar. Diante disso, talvez você precise levar farda e outros materiais no intuito de durar bastante tempo (material de higiene, estudo, etc.)

Aqui na empresa é muito raro usar farda. Eu só trouxe o azul de verão porque pediram, mas nunca usei. Em outras empresas sei do pessoal que usa parte do bege ou até o bege completo. O serviço aqui usa roupa civil, isso é outra coisa a se considerar. Durante a navegação tiramos serviço de roupa civil: bermuda, camisa, calça, etc. Lembrando que não é  permitido sandália de dedo e regata pra andar pelo navio. O uso disso só é permitido no camarote. No porto a gente usa macacão. O meu navio vai em porto com bastante frequência, então sempre que precisa, dá para ir ao supermercado ou ao shopping comprar alguma coisa que falte. Dependendo da empresa, você fica um mês operando até ir ao porto pra trocar de tripulação, então é importante lembrar que você precisa de material de higiene pra esse tempo: sabonete, pasta de dente, etc. (PON da Maersk)

Todo o material de bordo e EPI são fornecidos pela empresa, então não precisa acrescentar 10kg a mais na bagagem levando macacão e a bota da escola. Luvas, capacetes e abafadores são todos dados a bordo. A quantidade de roupas também é importante, vários Praticantes aconselharam levar dez camisas brancas (essas que se usam na escola) para usar de baixo do macacão. Roupas civis não precisam ser em grande quantidades (5 camisas, 3 bermudas e uma calça) , porque independente do tipo de navegação, você não vai ficar saindo muito, ou se sair, tem máquina de lavar e secar a bordo. Sandália fechada no calcanhar (tipo crocs) é o mais usado por causa do conforto.

É importante levar algumas peças de roupa pra frio (calça e casaco de moletom ou tactel). No passadiço e camarote, às vezes, faz muito frio, então um casaco vai ajudar muito. Dependendo da região onde se navega, talvez precise até de uma roupa mais grossa para aguentar. É comum os lábios racharem por causa do frio, então algumas pessoas levam protetor labial também. A bordo existe enfermaria, mas é importante você ter alguns remédio pra safar coisas básicas: Multigrip, Buscopan, Dramin e Bandaid ajudam muito. Além dos remédios que você naturalmente precisa tomar: miltivitaminico, etc. É importante levar algumas coisas pra recreação também: filmes, séries, livros e jogos. Você não trabalha 24 horas por dia e se ficar pensando só na rotina vai acabar se estressando, então dá pra levar essas atividades. Não esquecer de levar uma extensão também, pois você não sabe a disposição das tomadas.

Um bom plano de Internet também é importante. Dependendo para onde você navega dá para pegar sinal de terra. Além de você precisar dele nos portos. Falando ainda sobre celular, tentem sempre conseguir resolver tudo de forma online: aplicativo de banco, compras virtuais, etc. Disponibilidade para ir em terra em horário comercial nem sempre existe, então tenta não depender disso sempre. Levar dinheiro em espécie também é bom. Pra quem gosta de fazer exercício, alguns navios têm academia, então dá pra levar roupa para tal atividade e até suplementos. Também dá para correr no convés, mas essa permissão varia de navio para navio e comandante para comandante. Alguns navios têm Wi-Fi a bordo (vale lembrar sempre da segurança ao usar internet aberta: não compartilhar dados pessoais, dinheiro e manter o antivírus sempre atualizado).

É importante levar material de estudo também. O máximo possível no HD. Tentem não levar livro de estudo físico, a não ser que seja o seu caderno de anotações da escola com todos os “bizus”. Apostilas de professor, resumos e slides são bastante úteis. Alguns navios têm material acumulado no computador, além das publicações no passadiço. Muitas vezes, um caderno e algumas canetas são suficientes, fora isso, tudo virtual. Roupa de cama e banho é fornecido por algumas empresas, mas você pode levar o seu pessoal, no entanto é um peso a mais na mala (muitos navios não possuem elevadores e você  terá que subir e descer escadas com a sua mala).

Basicamente é isso. A principal dica é você saber pra qual empresa você vai, por onde o navio navega e se tem alguém conhecido pra você pegar dicas específicas. Aí depois que receber essas dicas, vai atrás só do que precisa sobre a rotina a bordo. No primeiro embarque você não vai usar nem metade do que levar, mas aí você aproveita pra filtrar e diminuir a bagagem na próxima.

 

(CONFIRA O VLOG FEITO PELA PON LAÍSE MESQUITA AQUI!!!)

 

  Os documentos que precisa ter:

– CIR
– RG e CPF
– Comprovante de residência
– Carteira de Trabalho
– Conta corrente ativa
– Título de Eleitor e Certificado de Quitação Eleitoral
– Certidão de Nascimento
– Carteira de Vacinação Internacional contra febre amarela (basta levar sua carteira de Vacinação normal em um posto da Anvisa. Em Belém fica no aeroporto)
– Passaporte*
– Atestado de situação militar**
– Fotos 3×4

*Passaporte: varia de empresa para empresa, algumas das que só navegam em águas brasileiras não pedem, mas é bom ter e adiantar, pois demora um pouco para ficar pronto.

**Atestado de situação militar: é um documento que prova que você concluiu o curso no CIABA e que está em dia com o serviço militar, aguardando a emissão da carta patente (só após o término da praticahem). Toma o lugar da Carteira de Reservista.

Algumas empresas pedem também o atestado de cursos feitos no CIABA. Como não recebemos os certificados logo depois da formatura, o CIABA emite um documento com toda a grade curricular reconhecida que você tem. Basta pedir no SE ou enviar um e-mail pro Departamento de Praticagem. Esses documentos são os gerais para já ir adiantando desde agora. Quando a pessoa recebe a convocação da empresa, eles mandam a lista de documentos necessários e mandamos por e-mail. Se a pessoa adiantar esses desde agora, só vai precisar ir atrás de 1 ou 2 que a empresa pedir além desses. Dependendo da empresa você vai ter que fazer todos os exames por conta deles e receber o ASO da empresa. Algumas empresas aceitam o ASO do CIABA que fazemos ao término do curso. O ASO tem validade de 1 ano, então tem que ficar atento a esse prazo, dependendo de quanto tempo você espere pra embarcar.

Al. Paiva

Al. Paiva

Diretor do Jornal Canal 16, Representante do CIABA Solidário, cursando o 2º ano do curso de Máquinas.

Você pode gostar...