Dia 17 – Adaptação 2018

Chegado o décimo sétimo dia de adaptação, a ansiedade de vestir o uniforme só aumenta. Porém, os candidatos ainda estão em aprendizado constante e, se aqui chegaram, certamente tiveram que abdicar inúmeras coisas. Ser aluno da EFOMM exige disciplina, amor, respeito, companheirismo, organização e todas as formas que tornam o homem digno e audaz de estar num ambiente novo, longe dos pais, com inúmeras responsabilidades e, com o objetivo maior, de ser o orgulho da Marinha Mercante do Brasil.

Manhã

A alvorada foi dada às 06h00 com inspeção rigorosa e, às 06h30, fizeram o desjejum com frutas e suco. Logo em seguida, o Teste de Aptidão Física (TAF) foi iniciado, os candidatos se concentraram na pista de atletismo para fazerem a prova de corrida e durou de 7h00 às 08h15. Após o término do TAF, os candidatos foram ao rancho para tomarem um café da manhã reforçado que se estendeu até às 9h0o e, posteriormente, seguiram com treinamento intenso de ordem unida até o horário do almoço.

Tarde

Os adaptandos puderam recompor suas energias com o almoço que foi servido às 11h50 com carne assada ao molho, arroz, feijão, suco e doce de leite. Depois da alimentação, foram direcionados ao alojamento para realizarem higienes pessoais. Porém, às 13h10 todos tiveram que entrar em forma para serem direcionados ao auditório para a palestra que tratou acerca dos direitos e deveres do aluno referente a parte acadêmica, ministrado pela equipe da superintendência de ensino. A palestra durou até 15h30, instante em que todos foram conduzidos para o treinamento de ordem unida que prosseguiu até às 17h30 e foram liberados para a hidratação.

Noite

Às 17h50, os candidatos foram formados para o jantar que contou com macarrão à bolonhesa, suco e fruta. Depois, como de costume, foram liberados para a higienização bucal e para pegarem o material de estudo. Às 19h20, deu-se início ao estudo obrigatório, mas esse momento foi direcionado à integração e apresentação entre os candidatos onde puderam falar sobre suas experiências de antes e depois de adentrarem à EFOMM. O horário de estudo durou até à ceia, 21h00, na qual foi servida pizza com suco. A rotina quase no fim, os candidatos foram dirigidos ao pátio para formarem em um só pelotão para treinarem os hinos aprendidos. Por fim, às 22h00 todos foram liberados para se recompor para o penúltimo dia de adaptação.

Jornal Canal 16 – Navegando com você!

Al. Santos

TEXTO – Al. Santos

Al. Alves

REVISÃO E FOTOS – Al. Alves

 

 

Al. Santos

Al. Santos

Paraense, 20 anos. Segundo anista da EFOMM, aluno de máquinas. Primeira experiência como escritor e carrega com orgulho o brevê do Jornal Canal 16.

Você pode gostar...